Foto de saadhak, jogador da LOUD, durante o VALORANT Champions 2022

Riot revela detalhes do Valorant Champions Tour 2023

Com o fim do VALORANT Champions 2022, a Riot Games revelou informações sobre o novo sistema que o circuito competitivo de seu jogo de tiro em primeira pessoa utilizará durante o ano que vem. A desenvolvedora promoverá mudanças no sistema, com a adição de franquias e ligas internacionais para criar grandes narrativas e rivalidades no game.

O ecossistema competitivo do jogo será dividido em dois grandes circuitos, sendo eles Internacional e Challengers. A mudança focará em criar cenários fortes, incluindo para equipes que não estarão disputando no mais alto nível do FPS.

Valorant Internacional

A partir de 2023, o VALORANT Champions Tour contará com três grandes ligas globais, sendo elas sediadas nas cidades de Los Angeles (EUA), Berlim (Alemanha) e Seul (Coreia do Sul). Cada torneio contará com dez equipes vindas das regiões abrangidas por sua liga.

A divisão de regiões é a seguinte:

  • Américas: América do Norte, América Latina e Brasil
  • EMEA: África, Europa e Oriente Médio
  • Pacífico: Coreia do Sul, Japão, Oceania e Sudeste Asiático

Para estrear o novo VCT, a Riot Games anunciou um torneio único com as 30 equipes escolhidas para participar das franquias nas novas ligas. Sediado em São Paulo, o Torneio de Estreia promete ser o maior evento da história do Valorant mundial e acontece entre os dias 14 de fevereiro e 05 de março de 2023.

Além de mostrar qual foi a equipe que mais evoluiu durante a off-season, o Torneio de Estreia ainda premiará a região campeã com uma vaga extra para o Masters.

Após isso, as ligas internacionais serão disputadas entre 26 de março e 28 de maio de 2023, decidindo quais equipes representarão suas regiões no único VALORANT Masters do ano, em junho. Com o resultado definido, o Last Chance Qualifier retorna em julho, decidindo os últimos times classificados para disputar o Champions, o campeonato mundial de Valorant, em agosto.

Valorant Challengers

Disputadas regionalmente por equipes que não foram selecionadas para o circuito Internacional, o Valorant Challengers contará com mais de 20 ligas sendo disputadas ao redor do mundo. Os times mais bem classificados irão disputar o Challenger Ascension em busca da glória regional e até mesmo de uma vaga para disputar as ligas internacionais.

O sistema terá duas etapas disputadas nas janelas entre janeiro e março (Etapa 1) e março e maio (Etapa 2), com o Torneio Ascension acontecendo em julho.

Game Changers

O VCT Game Changers se mantém para 2023, dando um espaço para mulheres e pessoas de gêneros marginalizados nos esports de VALORANT. Os eventos regionais se manterão, assim como a realização de um mundial dedicado para a categoria.

Vale lembrar que o cenário Game Changers de 2022 segue acontecendo, com um novo qualifier brasileiro se iniciando nesta quinta-feira, dia 22 de setembro. O mundial da categoria será realizado na cidade de Berlim, na Alemanha, entre os dias 15 e 20 de novembro e contará com a presença de uma equipe brasileira.

Imagem promocional do VALORANT Champions Tour Game Changers
(Divulgação / Riot Games)

Atualmente, o Brasil é a casa dos campeões internacionais do jogo de tiro em primeira pessoa da Riot Games graças ao título da LOUD. A nossa representante venceu o VALORANT Champions 2022 em cima da OpTic pelo placar de 3 a 1 e assumiu o local mais alto do Valorant internacional.

A conquista da LOUD marcou o primeiro título mundial do Brasil no game e também coroa um ano vitorioso para os jogadores aspas, Less, pANcada, saadhak e Sacy e o head-coach bzkA.

Foto da LOUD com o troféu do VALORANT Champions 2022
(Foto: Colin Young-Wolff / Riot Games)

Valorant está disponível de forma gratuita para jogadores de PC (Windows) e a Riot Games também está desenvolvendo uma versão de seu FPS para dispositivos móveis Android e iOS. O lançamento de Valorant Mobile ainda não tem uma janela divulgada, mas o título já está em testes beta fechados para um pequeno número de usuários.

Compartilhe

Pedro Ribeiro

Pedro Ribeiro

Pindamonhangabense, 24 anos, entusiasta de suporte maguinho, estudante de Jornalismo na UFPel

Veja também