Imagem promocional de The Witcher 3: Wild Hunt

Novos jogos de The Witcher são revelados

A CD Projekt Red anunciou, na última terça-feira (04), que a franquia The Witcher ganhará três novos jogos, sendo um deles o início de uma nova trilogia dentro deste universo. Assim, o estúdio confirmou que ao menos seis títulos do universo de Geralt de Rívia serão lançados nos próximos anos e, talvez, décadas.

O primeiro jogo terá o codinome “Polaris” e é o título que havia sido revelado anteriormente com uma postagem oficial do estúdio com a imagem de um medalhão que representa um lince sobre a neve, fazendo justiça ao nome de seu projeto. Desenvolvido na Unreal Engine 5, o motor gráfico da Epic Games, iniciará a nova trilogia da franquia e já está em pré-produção.

De acordo com a CD Projekt Red, este novo The Witcher levará ao menos 3 anos de desenvolvimento para ser lançado. Com isso, é possível que não haja muitas novidades acerca do projeto nos próximos anos.

Primeira imagem promocional de The Witcher Polaris
Imagem: Divulgação / CD Projekt Red

O segundo título foi anunciado com o codinome de Canis Majoris e será um RPG com o foco voltado ao gameplay de um jogador dentro de uma estrutura de mundo aberto, se passando dentro do universo de The Witcher. Pelo seu nome de projeto, que faz referência a constelação de Cão Maior, o jogo pode mostrar a existência de uma Escola do Cão e outros elementos astronômicos ou astrológicos.

O game será desenvolvido por um estúdio externo à CDPR, composto por funcionários que já trabalharam em outros títulos da franquia The Witcher. Vale lembrar aqui que o estúdio não confirmou o retorno de Geralt de Rívia como personagem principal, o que levanta a possibilidade de que os novos títulos tenham um novo protagonista, sendo a personagem Ciri a mais cotada para assumir esta vaga.

O terceiro e último jogo confirmado (retirando as sequências de Polaris) é o de codinome Sirius, que até o momento promete trazer uma campanha multiplayer, em cima de uma experiência de um jogador, assim como uma “abordagem inovadora do universo The Witcher para contar uma história inesquecível aos fãs e novas audiências”. Por coincidência, ou não, “Sirius” é o nome da estrela mais brilhante do céu noturno visível ao olho nu e é uma das que integram a constelação de Cão Maior.

O jogo será desenvolvido pelo estúdio The Molasses Flood, subsidiado à CD Projekt Red e responsável pelos games The Flame in the Flood e Drake Hollow.

Além dos novos títulos pertencentes à franquia The Witcher, a CD Projekt Red também revelou que um novo game no universo de Cyberpunk 2077 (de codinome Orion) e o primeiro jogo de uma nova série (de codinome Hadar), criada totalmente do zero, estão em desenvolvimento dentro do estúdio. O último game de The Witcher publicado pela CDPR foi The Witcher 3: Wild Hunt, lançado em 2015, e que até os dias de hoje segue sendo considerado um dos melhores RPGs de ação já lançados na história dos videogames.

O último grande jogo publicado pela CD Projekt Red foi Cyberpunk 2077, disponibilizado para PC, PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One e Xbox Series X/S no final de 2020. Apesar dos problemas de performance e da controvérsia em seu lançamento, o jogo seguiu recebendo atualizações de correção e melhorias, tendo se tornado um sucesso nos últimos dias, após o lançamento da animação Cyberpunk: Mercenários, da Netflix.

Os problemas de lançamento de Cyberpunk 2077 fizeram mal para a reputação conquistada pela CD Projekt Red após The Witcher 3: Wild Hunt e ligou o alerta da comunidade de fãs para os futuros lançamentos. Apesar disso, os jogadores esperam que o estúdio utilize do fracasso como combustível para reaver os dias de glória com o retorno de sua principal franquia.

Compartilhe

Pedro Ribeiro

Pedro Ribeiro

Pindamonhangabense, 24 anos, entusiasta de suporte maguinho, estudante de Jornalismo na UFPel

Veja também