Imagem promocional de Mortal Kombat: Shaolin Monks

Jogos que merecem ganhar um remake

De alguns anos pra cá, a recriação de jogos se tornou comum na indústria de games com a chegada dos remakes. Antes, apenas alguns títulos específicos já haviam recebido este tratamento, como no caso do primeiro Resident Evil, mas atualmente é comum que jogos relativamente novos passem por este processo e recebam novas versões vendidas a preço cheio para os jogadores.

Assim, se iniciou um debate entre o público sobre a necessidade de recriar jogos, como quais títulos realmente precisam de um remake ou qual a necessidade de recriar um game que já é plenamente acessível para os jogadores das plataformas atuais. O caso mais icônico seria The Last of Us Parte I, lançado este ano para o PlayStation 5 como uma recriação do clássico game de 2013.

Mesmo com diversos avanços em comparação ao jogo original, boa parte dos fãs julgou desnecessário recriar o título, por conta de que o mesmo já possui uma edição remasterizada e suas mecânicas não estavam ultrapassadas.

 

Partindo disso, vamos listar alguns títulos que se aproveitariam muito do processo de passar por um remake, começando com:

Mortal Kombat: Shaolin Monks

Lançado originalmente para PlayStation 2 e o Xbox original no longínquo ano de 2005, Shaolin Monks é um jogo diferente de quase todo o resto da franquia Mortal Kombat. Do gênero de ação/aventura com elementos de beat'em up, o título é focado na exploração de cenários e batalhas em um mundo semiaberto do universo da série, onde os protagonistas Liu Kang e Kung Lao devem enfrentar diversos inimigos e avançarem até a arena de Shao Kahn.

O motivo de Shaolin Monks figurar como o primeiro da lista é simples: o jogo é tudo que os gamers atuais amam, além de ser extremamente divertido e possuir um fator replay incrivelmente alto para um jogo de 2005. Um remake do game com as tecnologias atuais com certeza o colocaria entre os melhores Mortal Kombat já lançados.

Red Dead Redemption

Lançado em 2010 para PlayStation 3 e Xbox 360, o Red Dead Redemption original é um dos clássicos de sua geração, com uma emocionante e empolgante história – tanto que recentemente recebeu uma sequência para os consoles da geração atual. Tendo John Marston como protagonista, o game de faroeste se passa nos Estados Unidos e no México e traz diversos elementos que moldaram outros gigantes da indústria dos jogos, como Grand Theft Auto V.

A Rockstar realmente caprichou no game original, mas devido a sua idade suas limitações já são visíveis, algo que torna uma recriação do game mais do que bem-vinda, principalmente com o sucesso de sua sequência.

Bully

Mais um jogo da longínqua era do PlayStation 2, Bully também é uma criação da Rockstar, que caprichou em criar uma espécie de “GTA dentro de uma escola”. Tendo Jimmy Hopkins como protagonista, o título segue o personagem dentro da Bullworth Academy, uma escola que vive uma “guerra” com as diferentes tribos sociais sendo inimigas uma das outras e que Jimmy é matriculado por sua mãe contra a sua própria vontade.

O jogo conta com um vasto fator replay, com muito conteúdo e missões para se explorar pela cidade de Bullworth, como corridas de kart, itens colecionáveis e muito mais (como uma das melhores trilhas sonoras da história dos games). Bully chegou a ser relançado em 2008 para PC, Nintendo Wii e Xbox 360 em uma edição chamada de Scolarship Edition, que trouxe ainda mais conteúdo para o jogo, assim como uma bela atualização em seus gráficos.

Porém, como a idade pesa no mercado de games, a edição mais avançada de Bully já foi lançada até mesmo para dispositivos móveis Android e iOS. Assim, nada melhor do que uma recriação do icônico título para trazer a onda de nostalgia para os fãs antigos e apresentar o jogo para um novo público.

Franquia Onimusha

Iniciada em 2001, a série Onimusha é uma das pérolas esquecidas por grande parte do público mais novo nos games. Com uma trilogia inicial brilhante, a franquia leva os jogadores para o Japão Feudal e o mundo dos samurais, mas com muitos elementos sobrenaturais, o que torna o jogo ainda mais interessante.

Protagonizada por Hidemitsu Samanosuke Akechi, um remake da trilogia principal da franquia traria uma nova forma de enfrentar os perigos da série, com batalhas atualizadas e cenários belíssimos (quem sabe com inspiração em Ghost of Tsushima?).

O jogo original da série chegou a ser relançado em 2019, mas apenas como uma remasterização, o que chega a até mesmo ser uma afronta aos fãs. Mas enfim, a Capcom poderia aproveitar de seu amor pelos remakes da franquia Resident Evil e recriar Onimusha.

 

Compartilhe

Pedro Ribeiro

Pedro Ribeiro

Pindamonhangabense, 24 anos, entusiasta de suporte maguinho, estudante de Jornalismo na UFPel

Veja também