Fobia, jogo brasileiro de terror, terá RPG de mesa

Através de sua página oficial no Twitter, o estúdio afirmou que a novidade está sendo feita em parceria com a editora brasileira de RPG Retro Punk. Eles farão uma adaptação de Fobia baseada no sistema de Savage Worlds.

“Baseado na mesma ambientação do jogo, o RPG contará com alguns personagens já familiarizados pelo público e suas demais criaturas”, diz uma publicação no site da Retro Punk. “No entanto, há a promessa de que serão trazidas novas personalidades e monstros para que os jogadores tenham uma experiência única e exclusiva no RPG, sem perder contato com as características do jogo que já conhecem e tanto amam”.

Logo no dia de lançamento, Fobia foi o mais vendido da Steam

Considerado um dos melhores jogos de terror lançados em 2022, Fobia – St. Dinfna Hotel é um jogo brasileiro em primeira pessoa e tem como foco  exploração de ambiente, resolução de puzzles e sobrevivência.

O game está fazendo um sucesso absurdo. Logo no dia de seu lançamento, no dia 28 de junho, ele alcançou a posição de mais vendido da Steam.  A marca até chegou a ser comemorada pela desenvolvedora Pulsatrix Studios em sua conta de Twitter.

Inspiração

Além disso, Fobia, inspirado em clássicos do terror como Outlast, Resident Evil 7 e Silent Hill e em filmes como O Iluminado, vem conquistando boas notas com a crítica especializada.

Antes mesmo de seu lançamento, Fobia já tinha sido elogiado na gameplay de streamers como Alanzoka, BRKsEDU e Davy Jones. Isso fora que ganhou inúmeros prêmios também.

“Nosso game tem inspirações em lendas da cidade de Treze Tílias, em Santa Catarina. A história do jogo fala sobre a fundação da cidade e quem ali habitou”, disse Thiago Matheus, CEO da Pulsatrix Studios e Diretor de Arte do Fobia, em entrevista ao Globo Esporte, realizada em março de 2022.

Previsão de lançamento do game é para o segundo semestre de 2022 — Foto: Reprodução

A ideia inicial era que o game fosse um “escape room”, mas o projeto passou por muitas mudanças até chegar no estado atual.
Uma curiosidade interessante é que Fobia não era para ser um projeto comercial, mas sim um trabalho de portfólio.

No total, o game tem entre 8 e 12 horas, mas pode chegar até 40 se o jogador quiser realizar uma imersão completa no game.

Alexandre Marconato é o grande destaque na dublagem. Ele é conhecido por emprestar sua voz a personagens coo Legolas de Senhor dos Anéis e Magneto dos X-Men.

“Fizemos um estudo para escolher possíveis vozes do game. Conseguimos contar com dubladores experientes que ajudaram a criar uma atmosfera profissional”, explicou Fábio Martins, Diretor de Operações da Pulsatrix, também em entrevista ao Globo Esporte.

Finaciamento coletivo e investimento da Epic Games

O jogo é independente e por isso, teve que recorrer a um financiamento coletivo na Catarse para a produção do game. Fobia estava tão no hype que mais de 1.060 pessoas fizeram doações. A meta era alcançar R$ 50 mil, mas chegou a quase R$ 90 mil.

Os desenvolvedores receberam também um investimento da Epic Games através do programa de bolsas da empresa americana. “Se a Epic Games acreditou no nosso projeto e quis colaborar financeiramente é sinal que mostramos potencial”, afirmou Marco Majer, programador do game.

 

Compartilhe

Leticia

Leticia

Sou escritora, jornalista e completamente apaixonada por tudo que envolve cultura pop. Instagram e twitter: @leticiahofke

Veja também