Arábia Saudita

Arábia Saudita e seu interesse na indústria dos games

Arábia Saudita vem investindo massivamente na área de games

Semana passada, a Arábia Saudita anunciou que, através do The Savvy Gaming Group, vai investir mais US$ 37 bilhões na indústria dos games em mais uma forma de expandir os seus esforços em fazer crescer a área de jogos eletrônicos.

Com esse dinheiro, de acordo com o Axios Gaming, a Arábia Saudita pretende não só aplicá-lo em companhias já existentes, mas também criar suas próprias empresas. Dessa forma, o país espera criar aproximadamente 40 mil novos empregos na indústria.

Já faz bastante tempo que o país tem dedicado uma atenção especial para essa área. Um dos maiores investimentos da Arábia Saudita no setor de games foi quando adquiriu 96,18% das ações da SNK, que passou a ficar nas mãos de Mohammed bin Salman, príncipe-ditador do país.  Esse ano ainda, o governo também comprou 5.01% de ações da Nintendo e se tornou a quinta maior acionista da empresa.

Arábia Saudita e seu interesse na indústria dos games
O príncipe da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman

Confira, abaixo, alguns dos maiores investimentos que a Arábia Saudita fez na indústria dos videogames:

  • Aquisição de 96,18% das ações da SNK
  • Compra de 5,01% das ações da japonesa Nintendo por uma quantia não revelada
  • Aquisição de 5% das ações das desenvolvedoras japonesas Capcom e Nexon por mais de US$ 1 bilhão.
  • Investimento de US$ 3,3 bilhões (R$ 17,2 bilhões) em empresas como Eletronic Arts , Take-Two e Activision.
  • Investimento de US$ 1 bilhão (R$ 5,2 bilhões) no Embracer Group  por 8,1% das ações da empresa e 5,4% das ações com direito a voto.
  • Aquisição da ESL (Electronic Sports League), umas das principais ligas de e-sports do mundo, por US$ 1,5 bilhões (R$ 7,8 bilhões) .

Todos esses investimento estão sendo feitos pelo Savvy Gaming Group (SGG), uma empresa novata, mas que foi fundada com o fundo de investimento público da Arábia Saudita. O grupo tem o príncipe Mohammed bin Salman como presidente. Entretanto, quem realmente comanda o que acontece na companhia é o CEO Brian Ward, executivo com passagem por Electronic Arts, Microsoft e Activision. “Estamos lá para construir uma empresa que, espero, seja uma verdadeira potência no setor de games e com o objetivo de desenvolver e aumentar esse setor”, afirmou ele em entrevista ao site Axios.

Interesse do país na indústria levanta suspeitas

O interesse da Arábia Saudita no setor de videogames levantou suspeitas, já que a monarquia absolutista do país é frequentemente denunciada por perseguir opositores e ativistas de direitos humanos e tem uma legislação que trata homens e mulheres de forma diferentes.

Arábia Saudita e seu interesse na indústria dos games
O jornalista Jamal Khashoggi foi uma das vítimas do regime

Uma das vítimas mais conhecidas desse regime opressor foi o jornalista Jamal Khashoggi, crítico ferrenho do governo. Ele foi morto em 2018, na embaixada da Arábia Saudita. Os Estados Unidos acredita que o príncipe-herdeiro tem participação no caso.

Para mudar sua imagem perante a comunidade internacional, a Arábia Saudita está investindo em eventos esportivos e em equipes de ponta de modo a mostrar que é um país moderno, em crescimento e aberto a todos – uma prática chamada de “sportswashing”.

Podemos pensar, então, que toda essa atenção especial para a indústria de videogames seria uma forma de ajudar a limpar sua imagem? Em entrevista ao Sports Business journal, Brian Ward afirma que não. “Em primeiro lugar, nós somos uma entidade comercial completa, operando como qualquer outra empresa, embora tenhamos apenas um acionista, o que pode ser diferente de outras companhias. Nós não somos parte do estado saudita, embora nosso presidente seja”, disse ele.

Segundo Brian Ward, o Savvy Gaming Group tem como objetivo principal, desenvolver o mercado de games no Oriente Médio e norte de África através da criação de novos estúdios e construção de arenas de e-sports. “Não estou lá para fazer um projeto de reforma de imagem”, afirmou para o Axios. Brian Ward não pôde comentar o assassinato de Jamal Khashoggi.

 

Compartilhe

Letícia Höfke

Letícia Höfke

Sou jornalista, escritora e completamente apaixonada por tudo que envolve o universo geek. Twitter e Instagram: @leticiahofke

Veja também